NOTÍCIAS

Ver Todas

No dia 16 de maio, no âmbito da Campanha "A Europa na minha Região 2017", o Complexo da Vista Alegre, em Ílhavo, está de portas abertas a todos os cidadãos.

"A Europa na minha Região 2017" é uma campanha, promovida pela Comissão Europeia, que incentiva os cidadãos a descobrirem os projetos europeus perto do local onde vivem. Em Portugal, ao longo do mês de maio, 19 projetos vão abrir as suas portas. Informação sobre todos os projetos em http://ec.europa.eu/regional_policy/pt/policy/communication/euinmyregion/

Aproveite a visita guiada a partir das 15.00h e conheça os resultados dos apoios europeus na Fábrica da Vista Alegre, no Museu, no Teatro, na Capela Nossa Senhora da Penha de França e no Hotel Montebelo Vista Alegre.

Programa da Visita guiada

15H00 – Visita à Fábrica da Vista Alegre

16H00 – Visita ao Museu Vista Alegre

16H45 – Visita ao Serviço Educativo de Manufatura e Pintura

17H00 – Visita ao Teatro Vista Alegre

17H20 – Visita à Capela Nossa Senhora da Penha de França

17H35 – Cocktail e intervenções no Montebelo Vista Alegre Ílhavo Hotel

O programa Centro 2020 colocou no terreno os primeiros concursos para o apoio ao microempreendedorismo. A Autoridade de Gestão do Centro 2020 contratualizou com as oito Comunidades Intermunicipais (CIM) e com os 29 Grupos de Ação Local (GAL) da Região Centro um montante de cerca 81 milhões de euros para apoiar projetos de microempreendedorismo, no âmbito do Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego (SI 2E), que tem por objetivo promover os investimentos de criação, expansão ou modernização de micro e pequenas empresas, assumindo como prioridade o combate ao desemprego.

 

Distribuição dos fundos por NUT III (CIM+GAL)

NUT III GAL CIM Total
Oeste 4.525.949 5.500.000 10.025.949
Beira Baixa 2.990.085 2.500.000 5.490.085
Beiras e Serra da Estrela 7.505.511 4.000.000 11.505.511
Médio Tejo 3.975.044 3.700.000 7.675.044
Região de Aveiro 5.107.679 6.600.000 11.707.679
Região de Coimbra 8.678.485 8.000.000 16.678.485
Região de Leiria 4.110.836 4.500.000 8.610.836
Viseu Dão-Lafões 4.318.318 5.200.000 9.518.318
Total 41.211.907 40.000.000 81.211.907

No âmbito da Campanha "A Europa na minha Região 2017", no dia 9 de Maio, o Exploratório - Centro Ciência Viva de Coimbra está a portas abertas.

Venha conhecer este Centro de Ciência Viva, que teve o apoio dos fundos europeus, onde o ambiente desafia o visitante a participar ativamente no processo de aprendizagem em ciências. Saiba mais sobre o exploratório em http://www.exploratorio.pt/index.php

"A Europa na minha Região 2017" é uma campanha a nível da União Europeia que incentiva os cidadãos a descobrirem os projetos europeus perto do local onde vivem. Em Portugal, ao longo do mês de maio, 19 projetos vão abrir as suas portas aos cidadãos. Descubra-os todos os em http://ec.europa.eu/regional_policy/pt/policy/communication/euinmyregion/

Consulte aqui o programa comemorativo do dia da Europa no Exploratório

As Autoridades de Gestão dos Programas Operacionais do Portugal 2020 promovem, no próximo dia 8 de maio, no Convento de São Francisco, em Coimbra, o Evento Anual 2017 das que terá lugar sob o tema "A Caminho do Portugal 2020 – Resultados e Oportunidades de Financiamento".

O encontro, que tem lugar das 14h00 às 18h00, é composto por uma Sessão Plenária e várias sessões paralelas, onde pode ficar a saber como elaborar uma Candidatura, conhecer os Resultados do Portugal 2020 e inspirar-se na apresentação de Casos de Sucesso cofinanciados pelos Fundos da União Europeia.

A Sessão Plenária, presidida pelo Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza, conta também com o Presidente da Agência para o Desenvolvimento e Coesão, IP, António Costa Dieb, com o tema ‘Resultados da aplicação dos Fundos da União Europeia em Portugal – Portugal 2020’, seguindo-se uma mesa redonda sobre ‘Como preparar uma candidatura aos fundos da União Europeia – Aspetos críticos’.

Consulte o Programa e INSCREVA-SE aqui até dia 4 de maio.

O Programa Centro 2020 abriu novos concursos para investimento empresarial na região, que totalizam 100 milhões de euros de fundos europeus, e que encerram em geral no final do semestre. Desta verba, 18.5% são exclusivamente para projetos empresariais em territórios de baixa densidade. 

A verba distribui-se da seguinte forma: 59 milhões de euros para a inovação produtiva e empreendedorismo; 18.5 milhões de euros para inovação produtiva e empreendedorismo (baixa densidade); 19 milhões de euros para a Internacionalização; 2.5 milhões de euros para Qualificação e 1 milhão de euros para vales I&D.

 No âmbito do Portugal 2020, no final de Março, os apoios ao investimento empresarial da região Centro ultrapassam já os mil milhões de euros de fundos europeus, considerando os apoios dos Programas Centro 2020 e Compete 2020.  Os 3069 projetos empresariais do Centro aprovados têm uma intenção de investimento de cerca de 1981 milhões de euros. Dos projetos aprovados, 1960 têm já pagamentos no montante de cerca de 265 milhões de euros. 

Em período homólogo do QREN, ou seja, em Março de 2010, estavam aprovados na região Centro 1269 projetos, com um investimento proposto de 1600 milhões de euros e um apoio de fundos de 624 milhões de euros. Na altura, 377 projetos tinham pagamentos no montante de 178 milhões de euros.

Destacam-se em termos de fundo aprovado as subregiões de Aveiro (34%), Leiria (19%) e Oeste (11%).

Região Centro
Nº Projetos
Investimento (milhões €)
Fundo (milhões €)
% Fundo
CIM Beira Baixa 55 132 52 5%
CIM Beiras e Serra da Estrela 189 46 28 3%
CIM Médio Tejo 223 125 59 6%
CIM Oeste 324 202 115 11%
CIM Região de Aveiro 785 735 359 35%
CIM Região de Coimbra 427 193 92 9%
CIM Região de Leiria 661 340 201 19%
CIM Viseu Dão-Lafões 219 127 74 7%
MultiRegião 186 81 52 5%
Total
3069
1981
1032
100%

A Comissão Europeia decidiu lançar uma campanha de comunicação numa tentativa de repor o reconhecimento da efetiva contribuição da União Europeia na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos europeus.

Com a denominação de #investEU, esta campanha arrancará em abril, terá a duração de um ano e procurará alcançar três grandes objetivos: chamar a atenção da opinião pública para os investimentos europeus, divulgar o papel da UE no desenvolvimento económico e social e, por último, aumentar a confiança na própria Comissão Europeia.

A campanha integra 14 países da União Europeia onde existe uma maior percentagem de sentimento ambivalente em relação ao projeto europeu e estará presente em outdoors, gravação e difusão de vídeos com os responsáveis de projetos - que funcionarão como embaixadores da campanha - e principalmente nas redes sociais.

Consulte mais informação sobre a campanha #InvestEu e conheça os casos de sucesso em: http://europa.eu/investeu/

No âmbito da política de cidades contemplada pelo Portugal 2020, 61 dos 100 municípios da região Centro têm já direito ao "acelerador de investimento". Trata-se de uma iniciativa lançada pelo Governo, em Julho de 2016, que pretende incentivar os municípios a anteciparem os seus projetos de investimento público. A medida prevê o reforço do apoio do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) global comprometido pelos Programas Operacionais Regionais no âmbito dos Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano (PEDU), para os centros urbanos de maior dimensão, e dos Planos de Ação de Reabilitação Urbana (PARU), para os centros urbanos complementares.

De acordo com Ana Abrunhosa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), «a medida do "acelerador de investimento" teve um bom impacto na região Centro, pois levou a que 61 municípios já tenham pelo menos um projeto em execução com apoio do Centro 2020. Na realidade, alguns municípios têm já vários projetos aprovados, mas para acederem aos benefícios da medida bastava a aprovação de pelo menos um dos projetos contemplados nos PEDU/PARU. Acredito que até final de Junho de 2017, a totalidade dos municípios da Região terá condições de beneficiar desta medida, o que poderá implicar um reforço FEDER de, no mínimo, 20 milhões de euros para a regeneração urbana dos municípios da região. Com esta medida muitos municípios anteciparam projetos de investimento, fundamentais para dinamizarem as economias locais, em particular através das pequenas empresas, com benefícios claros para a qualidade de vida das populações locais».

O acelerador de investimento público prevê uma majoração de 10% do valor total do FEDER atribuído ao PEDU/PARU desde que, no âmbito do mesmo, e até meados de fevereiro de 2017, haja pelo menos um projeto aprovado que tenha solicitado à Autoridade de Gestão o reembolso de pelo menos 15% do valor da respetiva despesa de investimento. A majoração do FEDER será de 7.5% do valor total do PEDU/PARU caso a condição de majoração seja satisfeita até ao final do primeiro semestre de 2017.

Até ao momento, o Centro 2020 aprovou 115 projetos de regeneração urbana, que envolvem um investimento público municipal de 60 milhões de euros com um apoio de fundos europeus de cerca de 46 milhões de euros.

O programa Centro 2020 aprovou, até ao momento, 115 projetos de regeneração urbana, que envolvem um investimento público municipal de 60 milhões de euros, com um apoio de fundos europeus de cerca de 46 milhões de euros.

No âmbito da política de cidades, o Portugal 2020 prevê apoios para os centros urbanos de maior dimensão, através dos PEDU - Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano, e para os centros urbanos complementares, através dos PARU - Planos de Ação de Reabilitação Urbana.

Em 2016, o Programa Centro 2020 comprometeu com os municípios da região, para as suas estratégias de regeneração urbana, cerca de 262 milhões de euros. Estão em causa projetos de promoção da mobilidade urbana sustentável (por exemplo, sistemas de gestão que promovam a interoperabilidade dos sistemas públicos de transporte), de regeneração urbana nos centros históricos, zonas ribeirinhas e zonas industriais degradadas, e de intervenções físicas nas comunidades desfavorecidas (como bairros sociais).

Deste modo, o financiamento europeu atualmente contratualizado em projetos concretos (46 milhões de euros)  representa cerca de 17.5% do compromisso do Centro 2020 com as estratégias PEDU/PARU da região (262 milhões de euros).

De acordo com Ana Abrunhosa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), «2017 continuará a ser um ano de novas aprovações de projetos de regeneração urbana previstos nos PEDU/PARU, mas será também um ano de execução dos projetos já aprovados. 2017 será o ano em que verdadeiramente se sentirá o impacto do Portugal 2020 no estímulo ao investimento público, sendo a regeneração urbana  apenas uma das suas dimensões».

O Programa Operacional Regional do Centro - Centro 2020 - aprovou um conjunto de 21 projetos na área da ciência, que totalizam um valor de fundos europeus de 25 milhões de euros.

De acordo com Ana Abrunhosa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), «estes projetos visam sobretudo criar emprego científico nas unidades de investigação da região, o que é absolutamente vital para o rejuvenescimento do corpo de investigadores e para a entrada de novos talentos. A melhoria das condições de investigação é outro dos objetivos, com apoios para aquisição de equipamentos essenciais para o desenvolvimento de projetos de investigação. Também a construção e o reforço de redes internacionais é outro dos objetivos destes apoios».

Um primeiro grupo de projetos, com um apoio de fundos europeus de cerca de 18.5 milhões de euros, abrange um total de 14 programas integrados de ciência e tecnologia, liderados pelas três universidades públicas da região, e com os quais se pretende estimular a criação e/ou consolidação de conhecimentos e competências em domínios científicos diversificados. O apoio concedido visa, fundamentalmente, apoiar a contratação de recursos humanos qualificados pelas entidades referidas, desde bolseiros a investigadores doutorados, para atividades e projetos de investigação em áreas científicas de reconhecida apetência regional e institucional, com destaque para a saúde, tenologias de informação e comunicação, energia e materiais avançados.

 

                                                                                                              Unidade: Milhões de euros

Beneficiário Nº de Projetos Aprovados Investimento Total Aprovado FEDER Aprovado
Universidade de Coimbra 6 10.3 8.8
Universidade de Aveiro 6 7.6 6.4
Universidade da Beira Interior 2 2.6 2.2
Instituto Politécnico de Leiria Enquanto copromotor de 2 projetos liderados pela UA e pela UC 1.5 1.1
Total 14 22.0 18.5

 

Com um apoio Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) de 6.5 milhões de euros, o programa Centro 2020 aprovou um segundo grupo de projetos, focado na capacitação técnico-científica de sete infraestruturas científicas da região, previamente reconhecidas pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia e inseridas no Roteiro Nacional de Infraestruturas Cientificas de Interesse Estratégico. O apoio aprovado, maioritariamente centrado na qualificação de equipamentos para fins científicos, visa assegurar a prestação de serviços de qualidade à comunidade científica, educacional e empresarial e reforçar a presença internacional destas infraestruturas, em particular pela sua integração em redes internacionais de investigação e desenvolvimento científico.

 

                                                                                                                             Unidade: Milhões de Euros

Designação da Infraestrutura / Promotor Investimento Total Aprovado FEDER Aprovado
TEMA - Centro de Tecnologia Mecânica e Automação / Universidade de Aveiro 1.2 1.0
BIN - Infraestrutura Central da Rede Nacional de Imagiologia Funcional Cerebral / Universidade de Coimbra 1.5 1.3
UC-LCA - Laboratório de Computação Avançada / Universidade de Coimbra 1.4 1.2
LLPT - LaserLab Portugal / Instituto Superior Técnico 0,9 0,7
PAMI - Iniciativa Portuguesa em Fabricação Aditiva / Instituto Politécnico de Leiria 0,8 0,7
ORCIP - Infraestrutura de Convergência Ótica-Rádio para Comunicações e Distribuição de Potência / Instituto de Telecomunicações 1.5 1.2
ViraVector - Unidade de Produção de Vectores Virais para Transformação de Genes / Universidade de Coimbra 0,5 0,4
Total 7.8 6.5

 

03 DE março DE 2017

PRÉMIOS REGIOSTARS 2017

Está aberta a décima edição dos Prémios RegioStars, uma organização da Direcção-Geral da Comissão Europeia para a Política Urbana e Regional.

Os RegioStars tem como objetivo identificar boas práticas em desenvolvimento regional e destacar projetos originais e inovadores que sejam atrativos e inspiradores para outras regiões.

As categorias contempladas nos RegioStars 2017 são as seguintes: Especialização Inteligente para Inovação nas PME; União da Energia - Ação Climática; Empoderamento das Mulheres e Participação Ativa; Educação e Formação e CityStars - Cidades em Transição Digital.

Os vencedores dos prémios serão conhecidos a 10 de outubro durante a EWRC 2017 - Semana Europeia das Regiões e Cidades.

Organizados desde 2008 pela Comissão Europeia, os RegioStars distinguem iniciativas inovadoras à escala regional, como foi o caso, em 2016, do projeto 'Centro Bio' da BLC3 http://www.blc3.pt.

Acha que o seu projeto merece ser conhecido e recompensado? Candidate-se!

Candidaturas abertas até 10 de abril

Mais informações sobre os RegioStars 2017 em:

Site: http://ec.europa.eu/regional_policy/pt/regio-stars-awards/#1

Guia e Formulário: http://tinyurl.com/zsqhjzp

Gabinete de Apoio

CANDIDATURAS

Portugal 2020

O seu ponto de acesso para apresentação de candidaturas

ACEDER AO BALCÃO 2020

Outros

c2020 abordagens territoriaisc2020 abordagens territoriais