NOTÍCIAS

Ver Todas

Na Região Centro o número de empresas Gazela em 2015 cresceu significativamente (23,9%) face ao ano de 2014, existindo atualmente na região 57 empresas gazela. Esta é uma das conclusões de um estudo efetuado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) que, pelo quarto ano consecutivo, identifica este tipo de empresas.

O conceito de empresa «gazela», assumido internacionalmente, corresponde a empresas jovens e com elevados ritmos de crescimento, sustentados ao longo do tempo. Correspondem a organizações inovadoras, capazes de se posicionarem de forma diferenciadora nos mercados, onde afirmam a sua competitividade e constroem sucesso a um ritmo acelerado, contribuindo fortemente para a criação de postos de trabalho.

Destas 57 empresas gazela na Região Centro destacam-se os seguintes aspetos:

  • Em termos de distribuição geográfica, repartem-se por 29 dos 100 municípios da Região Centro, sendo o concelho de Coimbra o que tem um maior número, com sete empresas gazela. Adicionalmente, verifica-se que existem cinco municípios que no seu conjunto agregam um terço das empresas gazela da Região Centro: Leiria (5), Guarda (4), Torres Vedras (4), Castelo Branco (3) e Oliveira do Bairro (3).
  • Estas empresas são geradoras de um número muito significativo de postos de trabalho, pois quase triplicaram a quantidade de colaboradores entre 2011 e 2014, empregando neste último ano 1246 trabalhadores;
  • Cerca de 47% das empresas gazela 2015 foram constituídas no ano de 2008 (21%) e 2011 (26%);
  • Um quarto destas empresas desenvolve as suas atividades no setor do comércio. Este setor, em conjunto com as atividades da indústria transformadora (17,5%), consultoria (14,0%) e transportes e armazenagem (14,0%) representa cerca de 70% das empresas Gazela da região;
  • O volume de negócios das empresas gazela 2015 da Região Centro cresceu de forma significativa (346%) entre 2011 e 2014, passando de 31 milhões de euros para 140 milhões de euros.

Consulte aqui o estudo com a listagem das empresas

O Programa Operacional Regional do Centro - Mais Centro, no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), atingiu, a 31 de Março de 2016, três meses após o seu encerramento, a taxa de execução de 100%. Nos sete anos de realização do Programa foram aprovados 4.258 projetos, a que corresponde um investimento do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional de 1,7 mil milhões de euros, alavancando um investimento total para a Região Centro de 2,1 mil milhões de euros.

Entre os mais de 4 mil projetos apoiados pelo Mais Centro destacam-se 1.906 empresas, 450 start-ups, 38 unidades de saúde, 242 centros escolares do Ensino Básico e da Educação Pré-Escolar, 22 projetos de modernização de serviços públicos, 498 projetos de regeneração urbana,  112 equipamentos desportivos, sociais e culturais​ e 140 projetos de infraestruturas científicas e tecnológicas, parques de ciência e tecnologia e incubadoras de empresas e de áreas de acolhimento empresarial e logística.

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, a Direção Geral de Saúde e a Agência Executiva para os Consumidores, a Saúde, a Agricultura e a Alimentação (CHAFEA) promovem, no dia 5 de abril, em Coimbra, uma sessão informativa sobre o 3º Programa de Saúde.

A iniciativa tem por base o lançamento no mês de março do Programa de Trabalho para 2016 e tem como objetivo promover a apresentação de candidaturas de sucesso ao Programa de Saúde.

Este Programa é o único Programa da União Europeia destinado à saúde e abrange as seguintes áreas: promoção da saúde, prevenção da doença e criação de estilos de vida saudáveis; sistemas de saúde, proteção contra as ameaças sanitárias transfronteiriças graves; sistemas de saúde inovadores, eficientes e sustentáveis; e acesso a cuidados de saúde de melhor qualidade e mais seguros.

Local: Auditório da CCDRC (Rua Bernardim Ribeiro, 80. 3000 069 Coimbra). 

A inscrição é gratuita, obrigatória e deverá ser feita no seguinte endereço: https://goo.gl/S1HCq4.

Consulte o programa do evento aqui.

O Programa Centro 2020 abriu mais um concurso para apresentação de candidaturas ao Sistema de incentivos Qualificação das PME, cujos benificiários são as PME.

Com uma dotação de 3 milhões de euros, este concurso pretende selecionar projetos com ações de qualificação de PME em domínios imateriais, com o objetivo de promover a competitividade das PME e sua capacidade de resposta no mercado global. Neste sentido, são suscetíveis de apoio os projetos com investimentos de:

1 - Reforço das capacidades de organização e gestão das PME, incluindo, o investimento em desenvolvimento das capacidades estratégicas e de gestão competitiva, redes modernas de distribuição e colocação de bens e serviços e a utilização de TIC.

2 - Qualificação específica dos ativos em domínios relevantes para a estratégia de inovação, internacionalização e modernização das empresas, de modo a potenciar o desenvolvimento de atividades produtivas mais intensivas em conhecimento e criatividade e com forte incorporação de valor acrescentado nacional.

O concurso está aberto até 13 de maio de 2016 (19H). Consulte o aviso em http://www.centro.portugal2020.pt/index.php/avisos-de-concursos

O Programa Centro 2020 abriu mais um concurso para apresentação de candidaturas ao Sistema de Incentivos Internacionalização PME, cujos benificiários são as PME.

Com uma dotação de 8,5 milhões de euros, este concurso tem como objetivo alargar a base exportadora, aumentando o número de novas empresas exportadoras, ou incrementando o volume das vendas internacionais das empresas que já exportam, através da concessão de incentivos a projetos que:

1 - Reforcem a capacitação empresarial das PME para a internacionalização, com vista a promover o aumento das exportações através do desenvolvimento e aplicação de novos modelos empresariais e de processos de qualificação das PME para a internacionalização, valorizando os fatores imateriais da competitividade, permitindo potenciar o aumento da sua base e capacidade exportadora

2 - Aumentem a qualificação específica dos ativos em domínios relevantes para a estratégia de inovação, internacionalização e modernização das empresas, de modo a potenciar o desenvolvimento de atividades produtivas mais intensivas em conhecimento e criatividade e com forte incorporação de valor acrescentado nacional.

O concurso está aberto até 13 de maio de 2016 (19H).

Consulte o aviso em http://www.centro.portugal2020.pt/index.php/avisos-de-concursos

O Programa Centro 2020 abriu um concurso para apresentação de candidaturas à Pré-Qualificação de Operações de Acolhimento Empresarial (Aviso Centro-53-2016-01).

Tendo em conta que o Programa Operacional Regional do Centro prevê a necessidade de cumprimento das condicionantes relativas à realização do exercício de planeamento de infraestruturas de acolhimento empresarial, denominados de mapeamentos, o que implica o envio formal à Comissão Europeia dos resultados deste processo de planeamento, antes de serem aprovados financiamentos para esta tipologia de investimento, é necessário realizar um processo de pré-qualificação das áreas de acolhimento empresarial, que permitirá elaborar aquele mapeamento, sendo este o objetivo deste aviso de concurso.

Com a presente tipologia de projeto pretende-se apoiar investimentos em infraestruturas e equipamentos para criação ou expansão de infraestruturas de localização empresarial, nos casos em que se verifiquem falhas à escala sub-regional na oferta de espaços para instalação de empresas, e que constem do mapeamento aprovado. A título excecional, podem ser financiadas estradas de acesso local associadas exclusivamente a investimentos numa nova infraestrutura empresarial ou na expansão ou aumento de capacidade de uma existente a efetuar no período 2014-2020. As estradas de acesso local devem servir exclusivamente para permitir o acesso a um conjunto de PME/parque empresarial e constituir uma parte acessória à intervenção principal, isto é, devem, ser de alcance limitado e absolutamente necessárias para a realização de um objetivo específico intrinsecamente ligado à lógica de intervenção nas áreas de localização empresarial.

São beneficiários deste concurso de pré-qualificação Municípios, Empresas Municipais e Associações de Municípios.

O concurso está aberto até 02 de maio de 2016 (18H).

Consulte o aviso em http://centro.portugal2020.pt/index.php/avisos-de-concursos

Decorre até ao dia 4 de abril próximo a apresentação de candidaturas ao concurso nacional, da edição 2016 dos Prémios Europeus de Promoção Empresarial (European Enterprise Promotion Awards - EEPA). Os EEPA têm como objetivo distinguir boas práticas de promoção do empreendedorismo na Europa e são uma iniciativa da Comissão Europeia, em parceria com entidades nacionais de coordenação em cada Estado-Membro. O IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. é o coordenador da iniciativa em Portugal.

Os Prémios Europeus de Promoção Empresarial pretendem contribuir para:

-        Identificar e reconhecer atividades e iniciativas de sucesso que visem a promoção de empresas e do empreendedorismo;

-        Divulgar e partilhar exemplos de melhores políticas e práticas de empreendedorismo;

-        Sensibilizar para o papel desempenhado na sociedade pelos empresários e pelos empreendedores;

-        Incentivar e inspirar potenciais empreendedores.

Os prémios europeus integram as seis seguintes categorias a concurso:

  • Promoção do espírito de empreendedorismo;
  • Investimento nas competências empreendedoras;
  • Desenvolvimento do ambiente empresarial;
  • Apoio à internacionalização das empresas;
  • Apoio ao desenvolvimento de mercados ecológicos e à eficiência dos recursos;
  • Empreendedorismo responsável e inclusivo.

Podem concorrer organizações nacionais, municípios, regiões e comunidades, bem como parcerias público-privadas entre entidades públicas e empreendedores, programas educativos e organizações empresariais.

No site dos Prémios Europeus de Promoção Empresarial 2016, http://www.iapmei.pt/iapmei-mstplindex.php?msid=4, encontra toda a informação sobre o concurso, estando a equipa técnica disponível para prestar todos os esclarecimentos através do e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

No ano de 2015 foi atribuído o título de PME Excelência a 1.509 empresas em Portugal, 391 das quais localizadas no Centro de Portugal. Ou seja, na região Centro encontram-se 26% das PME Excelência nacionais.

O estatuto “PME Excelência” é um título atribuído, anualmente, pelo Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI, I.P.) – Agência para a Competitividade e Inovação, numa parceria com o Turismo de Portugal e instituições bancárias, às micro, pequenas e médias empresas (PME) que, nesse ano, prosseguiram estratégias de crescimento e que se evidenciaram pelo seu excecional desempenho, alavancando o crescimento económico.

As PME Excelência da região Centro estendem-se por 73 municípios. Em 10 municípios existem mais de nove PME Excelência: Leiria (47), Águeda (27), Coimbra (24), Marinha Grande (22), Aveiro (18), Viseu (16), Alcobaça (15), Pombal (14), Ourém (13) e Ovar (11). Num terço dos municípios existe uma PME Excelência (Figura 1).

As PME Excelência da região repartem-se por diversas atividades económicas, embora 3/4 das PME Excelência da região se concentrem nas “Indústrias transformadoras” e do “Comércio por grosso e a retalho; reparação de veículos automóveis e motociclos (Figura 2). Tendo em consideração a representatividade das empresas da região em Portugal, ao nível das atividades que desenvolvem, verifica-se que existe uma concentração regional de mais de um quarto das PME Excelência nas áreas das “Indústrias transformadoras” (30%), da “Educação” (29%), do “Alojamento, restauração e similares” (29%) e do “Comércio por grosso e a retalho; reparação de veículos automóveis e motociclos” (27%).

Figura 1. Distribuição municipal das PME Excelência 2015 na Região Centro

20160224PME Excel 2015 fig1b

 

Figura 2. Distribuição das PME Excelência 2015 da Região Centro por atividade económica

 tabela PME 2015

 

Consulte o documento «As PME Excelência 2015 no Centro de Portugal»

No âmbito da cooperação científica e tecnológica entre empresas e instituições de investigação da Província chinesa de Zhejiang e da região Centro de Portugal, foi hoje aberto pelo Departamento de Ciência e Tecnologia da Província de Zhejiang um convite que define as condições de apoio às empresas chinesas que pretendam envolver-se numa parceria com as empresas e unidades de investigação do Centro de Portugal. Este convite pode ser consultado no endereço www.zjkjt.gov.cn/news/node01/detail0101/2016/0101_69547.htm

Também do lado português estão já abertos os avisos do Portugal 2020 que poderão apoiar a dinamização de projetos que se insiram no âmbito do Memorando de Entendimento, subscrito em novembro de 2014, entre o Departamento de Ciência e Tecnologia da Província de Zhejiang e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

A CCDRC, através do Gabinete de Apoio ao Promotor, disponibiliza ainda um serviço de apoio à identificação de parceiros do lado da Província de Zhejiang, assim como ao enquadramento de projetos de âmbito regional, quer nas áreas-objetivo do Memorando, quer no âmbito dos Avisos do Portugal 2020. Para o efeito está disponível um formulário de cooperação bilateral que pode ser solicitado através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

O Centro 2020 abriu um concurso para promover a conservação e a promoção do património cultural.

O objetivo deste concurso consiste em apoiar investimentos que visem promover a conservação e valorização do património cultural, enquanto instrumento de sustentabilidade dos territórios designadamente através da sua valorização turística. Pretende-se aumentar a atratividade da Região e a sua dinamização económica, tornando-a num destino turístico de excelência, com vista à diminuição de assimetrias e ao reforço da coesão territorial, por via da resolução de fragilidades ao nível dos riscos de degradação do património classificado, herança de importância assinalável em termos nacionais e internacionais, e com forte caráter identitário, bem como a sua salvaguarda e promoção.

Os beneficiários do concurso são os Municípios, as Comunidades Intermunicipais, a Direção Geral do Património Cultural, a Direção Regional da Cultura do Centro, ou outras entidades promotoras de projetos identificados no Pacto de Desenvolvimento e Coesão Territorial.

O concurso está aberto até 31 de outubro de 2016.

Consulte o aviso em http://centro.portugal2020.pt/index.php/avisos-de-concursos

Gabinete de Apoio

CANDIDATURAS

Portugal 2020

O seu ponto de acesso para apresentação de candidaturas

ACEDER AO BALCÃO 2020

Outros

c2020 abordagens territoriaisc2020 abordagens territoriais